O Foro de São Paulo e o que foi perdido no Leste Europeu

banner-post-20170705-001

Carlos Ilich Santos Azambuja é historiador, autor do livro “A Hidra Vermelha”, que diariamente publica no jornal eletrônico Alerta Total. Desde 02/07 vem publicando trechos do livro “Foi-se o Martelo. A história do comunismo contada em piadas.” (LEWIS,Ben)

Esta é a primeira de uma série de matérias em que são divulgadas piadas coletadas durante os 80 anos de duração do regime soviético.

Embora essas “piadas” sejam o mais negro tipo de humor, elas dizem muito sobre o regime comunista e seus efeitos sobre o povo da antiga União Soviética.

Relembrar as “piadas” é oportuno porque vivemos há muito o esforço do Foro de São Paulo, criado pelo PT e apoiado por todos os partidos da extrema esquerda brasileira, em recuperar na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu.

As piadas dão uma excelente ideia do que foi “perdido” no Leste Europeu quando caiu o Muro de Berlim e o que os valentes do PT, PCdoB, PSTU, PSOL etc. estão se esforçando em “recuperar” por aqui.

Origem: Alerta Total (http://www.alertatotal.net)
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2017/07/foi-se-o-martelo.html
Acesso em: 05 Jul 2017.

banner-post-20170705-002

As piadas sobre o comunismo são o mais estranho, engraçado e talvez até o mais significativo dos legados daqueles oitenta anos de experimentação política, na Rússia e no Leste Europeu. Ben Lewis, em seu livro “Foi-se o Martelo”, conta o que realmente aconteceu nesse período por meio das piadas e das histórias das pessoas que as contavam – muitas delas acabaram no Gulag, embora outras tenham desfrutado de altos cargos ou se tornaram estrelas do teatro e do cinema.

Origem: Alerta Total (http://www.alertatotal.net)
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2017/07/foi-se-o-martelo-2.html
Acesso em: 05 Jul 2017.

Crédito imagem de Stálin:

Behind the iron Curtain, disponível em: http://kcmeesha.com/2011/01/06/behind-the-iron-curtain-stalin-in-posters/ Acesso em: 05 Jul 2017.

banner-post-20170705-003

Para quem não conhece, a foto que capeia a matéria é do intrépido e todo-poderoso-líder da União Soviética, Leonid Brejnev, em plena “Guerra Fria” e que sucedeu o repudiado ex-todo-poderoso-líder da União soviéica Kruschev expurgado discretamente pelos “companheiros” para morrer no ostracismo.

Origem: Alerta Total (http://www.alertatotal.net)
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2017/07/foi-se-o-martelo-3.html
Acesso em: 05 Jul 2017.

banner-post-20170705-004

E a saga continua…

Há… as delícias da vida na antiga União Soviética! Vida que o Fórum de São Paulo com a ajuda do PT, PSOL, PSTU, PCdoB, MST, MTST, UNE etc. está lutando bravamente para recuperar no Brasil.

A foto é do Gorbachev, da alegada Glasnost. A piada é do país dos Ceausesco, único país da União Soviética declaradamente Ateu, mas que depois da execução do casal voltou a ser teísta, como nunca deixara de ser. Ninguém vira ateu por decreto.

“Você sabia que o padrão de vida na Romênia duplicou depois da primavera? Antes, a gente estava com fome com frio. Agora a gente está só com fome”.

Origem: Alerta Total (http://www.alertatotal.net)
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2017/07/foi-se-o-martelo-4.html
Acesso em: 05 Jul 2017.

banner-post-20170705-005

Nesta última parte da série, o historiador Carlos I. S. Azambuja narra a evolução histórica das piadas comunistas porque se transforamaram em piadas contra o comunismo e qual o seu efeito sobre a derrubada o regime.

Origem: Alerta Total (http://www.alertatotal.net)
Disponível em: http://www.alertatotal.net/2017/07/foi-se-o-martelo-conclusao.html
Acesso em: 06 Jul 2017.

Dra. Janaína: Porque as Delações da JBS não deveriam ser anuladas.

Extraído da página do tweeter da Dra. Janaína Paschoal (@JanainaDoBrasil).
Publicados entre os dias 21/05/17 a 23/05/17

Anulação das delações da JBS – Parte I

Porque não anular e como pegar os irmãos ladrões.

Publicado em 22/05/17

Crime de “Insider trading” – Lei 6385/76: https://www.jusbrasil.com.br/busca?q=Art.+27D+da+Lei+6385%2F76

“Art. 27-D. Utilizar informação relevante ainda não divulgada ao mercado, de que tenha conhecimento e da qual deva manter sigilo, capaz de propiciar, para si ou para outrem, vantagem indevida, mediante negociação, em nome próprio ou de terceiro, com valores mobiliários: (Artigo incluído pela Lei nº 10.303, de 31.10.2001)
Pena – reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, e multa de até 3 (três) vezes o montante da vantagem ilícita obtida em decorrência do crime. (Incluído pela Lei nº 10.303, de 31.10.2001)”

Dra. Janaína Paschoal:

“O fato de os “algumacoisaleys” terem cometido o crime de “insider trader” não afasta os crimes por eles delatados. Apure-se e puna-se tudo.”

Abaixo assinado pedindo prisão dos irmãos *leis: https://www.change.org/p/supremo-tribunal-federal-pris%C3%A3o-para-os-irm%C3%A3os-joesley-e-wesley-batista-jbs?recruiter=723498929&utm_source=share_petition&utm_medium=whatsapp

“Acordo de colaboração premiada alcança crimes passados, mas não crimes futuros! Depois da delação, os irmãos JBS praticaram novo delito.” (Da. JP)

“As informações que trouxeram são importantes, são válidas, mas não os liberam para cometer novos crimes!”

“Comprar dólares e vender ações, aos bilhões, usando informação privilegiada, é crime e enseja prisão!”

“O povo brasileiro não pode ser feito de otário! Ministro Fachin, manda buscar os caras! É o império da lei!”

“Já há condenação criminal pelo crime de insider trading no Brasil! No caso dos irmãos JBS, todos os elementos do crime estão presentes!”

Executivo da Sadia condenado pela prática de insider trading: STJ Profere Primeira Condenação de “Insider Trading” no Brasil

“e um diretor da Sadia foi condenado por usar informação privilegiada, que dirá no caso da JBS. As ordens pública e econômica foram feridas”

“Não estou sugerindo cancelar delação. As informações são válidas! Mas o crime posterior deve ter resposta. Eles estão rindo da nossa cara!”

“Nós brasileiros somos os donos da JBS! E as testemunhas de Dilma, no impeachment, diziam que estava tudo correto no BNDES!”

“O apartamento na 5a. Avenida e o jato particular são nossos! Que país é este?”

“O Governo Dilma, por meio da JBS e da Odebrecht, saqueou o Brasil! Os outros políticos calaram, por também se beneficiarem! É muito triste!”

“Como um juiz pode condenar alguém, sem sentir peso na consciência, diante dessa bandalheira? O que eu vou ensinar aos meus alunos?”

“Como o Ministério Público consegue denunciar um pequeno empresário, por não conseguir pagar seus tributos, diante dessa desfaçatez?”

“Se este país fosse sério, todos esses saqueadores, políticos e empresários, estariam presos! Estão rindo de nós e com razão!”

“Dilma está preocupada é com os documentos da delação de Joesley seguindo para Curitiba. Com o Brasil, ela jamais se importou!”

“Abaixo FHC, abaixo Nelson Jobim, abaixo Lula! Não queremos acordão! FHC é culpado por tudo isso, no mínimo, por omissão.”

“Os irmãos “algumacoisaleys” receberam bilhões do BNDES no governo PT. Se Dilma estava preocupada, por que mandou Mantega tratrar com eles?”

ANULAR DELAÇÃO DA JBS? O QUE SIGNIFICA.

“Amados, gregos e troianos estão se unindo para anular a delação dos “algumacoisaleys”. Se anularem, vão querer jogar as provas no lixo.”

“Anular a delação beneficiará PT, PSDB e PMDB. Como eu disse, ontem, os irmãos JBS podem ser presos pelo crime posterior.”

“Eu também estou indignada com a liberdade dos irmãos “ley”, mas se anularem a delação, Aécio, Temer, Lula, Dilma, Mantega e JEC ganharão.”

“Se quiserem pegar a dupla caipira da JBS, basta recorrer ao crime de insider trading, que foi posterior ao acordo.”

Documento constante da delação da JBS, devidamente homologada

Documento constante da delação da JBS, devidamente homologada

Comprovantes de pagamentos feitos pela JBS ao escritório que José Eduardo Cardozo passou a integrar.

Comprovantes de pagamentos feitos pela JBS ao escritório que José Eduardo Cardozo passou a integrar.

Segundo o delator, os pagamentos eram feitos para o Ministério da Justiça favorecer o grupo JBS.

Segundo o delator, os pagamentos eram feitos para o Ministério da Justiça favorecer o grupo JBS.

“Vamos jogar todos os documentos e informações no lixo? E deixar nossos detratores impunes novamente?”

23/05/17

“1) Ontem, participei de uma banca de doutoramento, referente aos crimes contra o mercado de capitais. Debatemos ‘insider trading’.”

“2) Durante a banca, tive a oportunidade de expor minha convicção de que os irmãos JBS pode sim ser incursos no crime de ‘insider trading’.”

“3) Aliás, outros indivíduos que tenham usado as informações privilegiadas para lucrar também incorrem no crime, não importa a função.”

“4) Sei que há analistas defendendo a nulidade de toda a operação, dado o inusitado do acordo. Realmente, nunca vi acordo tão benéfico.”

“5) Sei que há analistas defendendo que esqueçamos a especulação feita pelos irmãos JBS, já que eles trouxeram informações preciosas.”

“6) Nem uma coisa nem outra! Vamos investigar as denúncias constantes da delação. Mas vamos apurar no detalhe o crime posterior de insider!”

“7) Quem lucrou com isso? Como teve acesso à informação? Todos deverão ser responsabilizados! Todos!”

“8) O pensamento político admite posições extremas, o jurídico não! O pensamento jurídico deve ser trilhado em camadas, como uma cebola (rs).”

“9) No pensamento político, cabe dizer: Se o acordo é excessivo, a prova é nula! Ou se punem os delatados, ou os delatores por especular!”

“10) No pensamento verdadeiramente jurídico, temos que analisar no detalhe todas as nuances.”

“11) Excesso nos benefícios concedidos aos irmãos “Leys” não anula a prova! A importância dos fatos descobertos não desculpa crime posterior!”

“12) Todo esse episódio deve ser muito bem investigado, até para que erros e crimes não se repitam! Já fomos muito enganados!”

“13) Queremos um país diferente! Não queremos, com o objetivo de sanear a nação, favorecer especuladores inescrupulosos. Apure-se tudo!”

Trecho de entrevista da Dra. Janaína à Folha de São Paulo: http://m.oantagonista.com/posts/que-todos-os-criminosos-sejam-responsabilizados

Maduro dá mais um passo em direção ao controle total do povo

bolivares-saem-de-circulacao

Maduro decretou que as notas de 100 bolívares (as de maior valor) deixarão de circular e todos os venezuelanos têm que fazer a troca. Como será feita o link abaixo do jornal da estatal Telesur (na realidade a mídia multi-estatal bolivariana “para a América do Sul”).

O que nos interessa é saber o que significa esse decreto. o mesmo estratagema foi efetuado em Cuba nos anos 1960, levando a população à miséria.

Links sobre o assunto no tweeter: