A Democracia Brasileira e os Corruptos

Não apenas as urnas eletrônicas são a maior ameaça à democracia brasileira. Todo o nosso sistema eleitoral, desde a eleição dos vereadores municipais, passando pelos prefeitos, governadores, deputados estaduais, deputados federais, senadores até o Presidente da República, está podre.

A corrupção grassa em todos os níveis. O livro “O Nobre Deputado” escrito pelo ex-Juiz Marlon Reis, mostra como a nível de município, vereadores e prefeitos se unem para enganar o povo e roubar o dinheiro que o governo manda.

Um político entrevistado por ele no livro, narra que o vereador ou deputado solicita o recurso. O governo Federal libera. Então ele vai ao prefeito e, junto com o prefeito articulam um plano para dividir o dinheiro, com a certeza de que dado número de municípios no país e o volume de recursos disponibilizados por eles pelo governo, fica praticamene impossível o Governo Federal fiscalizar se o dinheiro solicitado foi realmente aplicado no projeto, conforme solicitado.

Outra matéria impressionante é o artigo “Onde os fracos não têm vez“, escrito por um ex-gestor da UPP social da Rocinha (Rio de Janeiro – maior favela da AL), que participou de um programa em parceria com a ONU e a prefeitura do Rio de Janeiro, que tinha como um dos objetivos:

“estabelecer uma fonte confiável de informação a respeito das comunidades e uma comunicação permanente com as lideranças políticas dos territórios pacificados.”

Enquanto esse sistema não for mudado, no sentido de reduzir a influência das quadrilhas de traficantes, dos milicianos, dos Líderes Comunitários e outra lideranças das favelas e regiões mais carentes do país, sempre teremos os pústulas de sempre que se elegem e reelegem graças a este esquema e viveremos sob ameaça de continuarmos a ter no nosso Congresso e nas demais instituições da República, esse bando de criminosos que hoje infernizam a vida do Presidente da República.

Sds,

Socialismo x Capitalismo

socialismo-001

O governo só age como mostrado na charge quando ele é SOCIALISTA, como é o caso do Brasil.

Hoje um cidadão brasileiro dá para o governo 40% de seu salário como impostos. Esta é a tônica do socialismo: o Estado Inchado. Quanto mais inchado é o Estado, mais impostos são necessários para garantir o funcionamento da máquina estatal.

Esta é a prova de que o Brasil nunca teve um governo de direita. A ditadura militar foi uma ditadura de esquerda com forte intervenção e controle do Estado: isto é socialismo, nunca capitalismo! Portanto dizer que a ditadura militar foi de direita é uma Mentira – mais uma – que a esquerda propala e que cola, porque nós, o povo, somos totalmente ignorantes em questões políticas. O mais básico e rasteiro ignoramos – ou fingimos ignorar, o que é pior.

Num governo de direita, ou capitalista, o Estado é mínimo. A intervenção do Estado na vida do povo é mínima e o dinheiro que o Estado capta do povo é o mínimo. Os políticos têm menos poder de roubar, o que reduz e restringe enormemente a corrupção, e permite-se ao povo o direito de fazer suas escolhas sem a intervenção estatal dizendo o que é certo ou errado.

Portanto, se você defende o socialismo e se diz cansado de ser agredido pela roubalheira dos políticos se informe melhor e entenda porque com o socialismo você NUNCA se livrará da corrupção, nem sequer a minimizará.